terça-feira, 1 de maio de 2012

fotografia para a história

Esta foi uma imagem de uma história que correu o mundo desportivo. A União de Leiria jogou com 8 jogadores frente ao Feirense na jornada 28 do campeonato. A vitória dos fogaceiros permitiu a estes ultrapassar a Académica na luta pela manutenção. Os conimbrecenses não vão ter a oportunidade de defrontar o Uniao reduzido a oito logo desde o inicio.
Dos quatro que estão na fotografia pertencem ao Benfica : Oblak, Djaniny, Barkroth e Schaffer, pelo que a situação dos salários não se colocava em causa porque é o clube da Luz que paga a estes atletas.
Dois são juniores que se estrearam no campeonato principal e haviam jogado um dia antes contra o Benfica. No fundo, destes 8 apenas 2 são jogadores do plantel principal. Alfatih mudou de atitude à ultima de hora e John Ogu chegou de Táxi (...) ao Estádio. 
Pelo meio, o jogador Keita equipou-se mas deu meia volta e foi-se embora. Infelizmente não se poderia contratar nenhum espectador que quisesse ter um momento histórico e dar uns pontapés na bola durante 90 minutos. 
Este é o estado a que o futebol português chegou. Para quem quer o alargamento, o caso da União é sintomático. O problema é que não é o único, e situações destas não acontecem mais vezes porque alguns dirigentes não deixam que o sindicato interfira na gestão dos clubes.
Abriu-se uma caixa de pandora, mas pode-se ter criado aqui um motivo para o alargamento tão desejado pela maioria dos clubes que atravessam dificuldades financeiras.


Sem comentários:

Enviar um comentário