segunda-feira, 26 de março de 2012

O ano de Godinho Lopes

Um ano depois da cena que elegeu Godinho Lopes como Presidente do Sporting, a instabilidade parece ter voltado a Alvalade. Bruno Carvalho, ex-candidato, comemora este primeiro ano com uma conferência de imprensa para arrasar o actual lider leonino.

O projecto desportivo falhou na sua plenitude, não sendo de todo compreensível como se manda embora Domingos e se mantêm Freitas e Duque na estrutura leonina. Apostar em caras do passado, mesmo que ganhadoras; não garante um futuro risonho.

Se é verdade que o ex-técnico leonino deixou uma má classificação, ainda se poderia dizer que a equipa jogava bem a espaços. Com Sá Pinto, nem isso se podem gabar os leões e o quinto lugar poderá ser uma inevitabilidade.

No entanto, o actual Presidente vai na mesma linha de raciocinio dos seus homólogos da Segunda circular e aponta o dedo aos árbitros. Então se foram os árbitros para quê despedir Domingos?


Dinheiro nem vê-lo e o actual técnico leonino terá que gastar alguns euros para a próxima época, que se espera de nova razia no balneário. Outros pontos importantes no universo leonino. A questão financeira e as modalidades. Sendo o Sporting um habitue das ditas amadoras, é confrangedor ver a decadência destas...para quando um pavilhão?


O inicio da próxima época será importante para o futuro de Godinho à frente do Sporting. A contestação já começou e ainda há taças para ganhar. Mas nem isso vale para esta direcção.



Sem comentários:

Enviar um comentário